quinta-feira, 1 de maio de 2008

Ah, se eu fosse marinheiro!

"Meu amor me deixou, levou minha identidade. Não sei mais bem onde estou, nem onde há realidade...
Ah, se eu fosse marinheiro era eu quem tinha partido. Mas meu coração ligeiro não se teria partido!
[...]

Não buscaria conforto, nem juntaria dinheiro... Um amor em cada porto!
Ah, se eu fosse marinheiro!
Não pensaria em dinheiro... Um amor em cada porto!
Ah! se eu fosse marinheiro...

Nenhum comentário: