quarta-feira, 30 de abril de 2008

A Menina e o Pássaro Encantado

[...]

"A menina amava aquele pássaro e podia ouvi-lo sem parar, dia após dia. E o pássaro amava a menina, e por isso voltava sempre. Mas chegava sempre uma hora de tristeza".- Tenho que ir", ele dizia. "- Por favor não vá, fico tão triste, terei saudades e vou chorar...."".- Eu também terei saudades ", dizia o pássaro".-- Eu também vou chorar. Mas eu vou lhe contar um segredo: As plantas precisam da água, nós precisamos do ar, os peixes precisam dos rios... E o meu encanto precisa da saudade. É aquela tristeza, na espera da volta, que faz com que minhas penas fiquem bonitas. Se eu não for, não haverá saudades. Eu deixarei de ser um pássaro encantado e você deixará de me amar. Assim ele partiu."

Nenhum comentário: